• Visão geral

A pesca esportiva é uma opção de lazer feita cada vez com mais frequência no verão em Santa Catarina. Considerado o “Pantanal Catarinense” pela piscosidade de suas águas e devido à diversidade de fauna e flora, além da sua beleza expressiva, o rio Palmital também vem ser a fonte de sustentabilidade de pescadores artesanais. É procurada pelo mundo inteiro para a pesca esportiva e descanso em meio à natureza quase intacta da região.

Por aqui passam anualmente pescadores do Japão, Alemanha, Estados Unidos, América do Sul e África. Eles são apaixonados por uma das espécies mais difíceis de capturar, o robalo. Este peixe de água salgada é um predador, por isso um verdadeiro desafio para os pescadores. 

As pessoas visitam o local pela natureza, esporte e pelo lazer. O peixe é consequência. Em 44 quilômetros de extensão do rio, o esportista se depara com diversos afluentes, ilhas e uma fauna preservada de beleza incomum até o encontro com o mar.

Sua nascente é na Serra do Quirirí, e tem como principais afluentes os rios da Onça, Sete Voltas, Bonito, Canela, Pirabeiraba e ainda o rio Cubatão do Norte. Sua bacia hidrográfica tem uma área de 358 quilômetros quadrados e é bastante influenciada pelas marés oceânicas, coberta por imensos manguezais e ilhas que servem de berçário e morada de caranguejos, capivaras, jacarés do papo-amarelo e aves aquáticas. Ao longo de seu curso, o canal contempla diversos complexos turísticos, pousadas para repouso e pesca amadora.

Copyright © VisiteGaruva